Água suja do Rio da Prata volta a preocupar comunidade

Um termo de compromisso foi assinado para a recuperação da área de vegetação às margens do Rio da Prata

0
1691
Continua depois da publicidade

A situação do maior rio que corta o município de Presidente Olegário, no Noroeste do Estado, volta a preocupar a comunidade ribeirinha que precisa da água do rio para a sobrevivência. Na manhã desta segunda-feira (15/10) as águas do majestoso Rio da Prata estavam bem sujas o que deixou muitos fazendeiros e sitiantes preocupados.

Continua depois da publicidade

Fotos foram enviadas para a redação do portal PO Notícias, por uma pessoa que tem uma propriedade às margens do Rio da Prata. “O rio amanheceu com a água bem suja, não sei se foi por causa da chuva que caiu ontem ou se pode ser outra coisa, só sei que estamos preocupados, pois dependemos do rio” disse.

O Rio da Prata, vem sofrendo com as ações irresponsáveis do ser humano. Desmatamentos as margens do rio que vem causando a diminuição das águas, falta de projetos ambientais, e dezenas de outras ações contra o meio ambiente, vem causando a morte de nosso rio da Prata.

Recuperação ambiental

Um termo de compromisso foi assinado para a recuperação da área de vegetação às margens do Rio da Prata. Depois que uma barragem estourou no mês de março e causou vários danos ambientais. A recuperação deverá ser executada dentro de um prazo de quatro anos.

Segundo os promotores de Justiça que intermediaram o acordo, Athaide Peres e José Carlos, a repaginação florística no entorno do Rio da Prata, afluente do São Francisco, consolida a importância da preservação das áreas e águas por meio de medidas afirmativas à sustentabilidade do ambiente e da própria atividade agronegocial.

Continua depois da publicidade

Deixe um comentário

avatar