Imagem: Reprodução Whatsapp

Um menino de seis anos de idade morreu na madrugada deste sábado (9) após dar entrada no Hospital Municipal de João Pinheiro, Noroeste de Minas Gerais, por ter tropeçado e machucado o pé. A criança reclamava somente de dores no membro, mas no momento da triagem, os enfermeiros fizeram o teste de açúcar no sangue e descobriram que a taxa superava os 450 mg/dl. Para se ter uma ideia, a taxa normal é de no máximo 99 mg/dl. A criança deu entrada às 20h30 da sexta-feira (8) e morreu poucas horas depois, por volta das 2h30 da madrugada.

Em nome do Hospital Municipal de João Pinheiro, a médica Lorraine Daher Vaz, uma das que atendeu o menino, conversou com o JP Agora para explicar o que exatamente aconteceu. Segundo ela, foi perguntado para a mãe se ele tinha diabetes e ela disse que nunca teve conhecimento. “Imediatamente começou o protocolo para baixar essa taxa de açúcar pela Dra. Valda, pediatra do hospital”, comenta

Anúncio

Mas infelizmente, segundo a médica, o quadro de cetoacidose diabética (quando os níveis de açúcar estão muito altos), só foi piorando. “A gente [demais médicos] tentou participar do caso para reverter o quadro, que a gente sabe que poderia desenrolar para coisas piores. Infelizmente aconteceu coisa pior, que a gente chama de SARA [Síndrome da Angústia Respiratória Aguda]. É uma insuficiência muito grave e muito difícil de reverter”, diz.

“Infelizmente, mesmo tendo conseguido vaga para transferência para um lugar maior de referência, com a UTI [Unidade de Terapia Intensiva] móvel na porta do hospital, o quadro se desenrolou muito rápido e perdemos essa criança. Todos do hospital estamos muito abalados com isso”, completou a médica.

Lorraine Daher Vaz garante que não houve nenhum tipo de desassistência ou negligência e que a equipe médica que cuidou do menino deu o melhor de si com os recursos que possuía. “Todos, como equipe e colegas de profissão, conhecemos quem trabalha conosco. Dra Valda é uma médica formada em Universidade Federal, especializada pela Fhemig [Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais] e que trabalhou em Belo Horizonte. O outro médico, Dr Gustavo, tem muita experiência com UTI e medicina intensiva. Então tudo que estava dentro do nosso alcance foi feito, mas infelizmente é uma fatalidade que poderia acontecer com qualquer um de nós”, relata.

A médica deixou claro que “não foi pelo pé que ele veio a falecer”. “Por coincidência, o tropeção trouxe ele no momento em que ele ia apresentar a doença na casa dele e ia chegar aqui complicado” explica ela, acrescentando que “o quadro poderia talvez ter sido evitado com consultas de rotina no posto de saúde, que talvez conseguissem diagnosticar o problema. “Toda criança de até 13 anos de idade tem que passar por uma consulta anual chamada puericultura, feita pelo médico da família no posto. Através dela talvez ele poderia ter sido diagnosticado antes”.

Lorraine faz ainda um apelo aos pais e familiares para que não deixem de levar as crianças a consultas médicas de rotina. “Muitas vezes a pessoa tem a doença e ela não se manifesta de forma clara, só quando já está numa forma grave. A equipe médica está à disposição para qualquer informação. Ficam também nossos sentimentos para a família. Uma perda de uma criança saudável e inteligente que os pais e avós amavam muito. Deixamos o nosso pesar em relação a isso”.

Anuncio

23
Deixe um comentário

avatar
 
👍👎👏💪🙏✌👊☝👇👀💤❤🔥🗨🔝⭐⚖🔎🎂🍺🔨🏥🚒🚑🚓☹😲😨😁😣😡😖😕😢😶😉😤😱😟😫😍☺️😇😂😘😴😊😏😰🙈🙊🙉
12 Comentar tópicos
11 Respostas do Tópico
0 Seguidores
 
Comentário mais reagido
Tópico de comentário mais quente
23 Autores de comentários
alcioneCris SantosFica a DICAInvestiguemRevoltado Autores recentes de comentários
novos velhos mais votados
Anonimo
Visitante
Anonimo

Opinião Eu acho que em vez do prefeito encher o patio da prefeitura de trator e carro para deixa uma divida enorme para o próximo prefeito pagar, Ele tinha que contratar medico profissional para o nosso P A;Porque aqueles que estão la e quase tudo estagiário. Aprendendo encima dos pobres. Da um medicamento errado e fica por isso mesmo.

Gg
Visitante
Gg

Carro a prefeitura nao tem nada haver com isso, ate porque não paga IPVA. E tinha 3 medicos la pra atender essa criança. Voce quer o que? Que o prefeito chame o Batman pra atender o povo?

Abençoada
Visitante
Abençoada

Contratar médicos competentes pelo menos! Porque o papel deles é salvar vidas e não colocar a culpa na família, agora a criança já morreu tem que achar um culpado né Aff

Abençoada
Visitante
Abençoada

Exatamente o que acontece faz tempo

Falo mesmo
Visitante
Falo mesmo

E só pagar particular que resolve o problema dessa gente desocupada que só sabe criticar o PA mas td dia que vê tá lá, pq eu penso assim se o sistema e ruim então não vá, vai em um lugar que vc julga melhor

Marcos
Visitante
Marcos

Muitas pessoas já largaram o P.A. de João Pinheiro há muito tempo, já que quando a coisa piora eles não tem o que precisa para atender, é melhor ir direto aonde tem o que precisa se tiver complicações. Vejo direto pessoas indo para serem atendidas em hospitais no Distrito Federal, Belo Horizonte, Patos de Minas e Paracatu, já que se piorar no P.A. vão mandar para algum desses lugares mesmo, isso se der tempo e a pessoa não morrer antes.

Quero que tu vá
Visitante
Quero que tu vá

Ué pagamos impostos pra que ? pra ficar indo em hospital particular acho que não né ? Todos nós temos o direito de usufruir do hospital pois nos pinheirense que pagamos impostos.

Paulo
Visitante
Paulo

Entram políticos, saem políticos e o P.A. continua péssimo, por que não param de gastar com coisas desnecessárias como shows de graça e equipam o P.A. com uma UTI.

Marta
Visitante
Marta

Meu caro, as consultas anuais de puericultura são orientadas nos postos de saúde já no pré-natal. O negócio é que muitas mulheres se quer fazem um completo, não comparecem as consultas que inclusive ajudam a detectar doenças antes da criança nascer, imagina então depois que nasce, desaparecem… A população precisa aprender que os psf não tá lá de enfeite, e que não serve só pra fazer vacinas e exame preventivo. Infelizmente nossa cultura local é de deixar o problema se agravar e correr pro P.A gerando transtorno e superlotação que prejudica a assistência de qualidade. Profissionais bons e ruins existe… Ler mais »

Cris Santos
Visitante
Cris Santos

Disse tudo. O povo sempre deixa pra cuidar da saúde quando já está no estado crítico e quer que os médicos fazem milagres.
🔝

Paulo
Visitante
Paulo

Entram prefeitos, saem prefeitos e o P.A. continua péssimo, por que não param de gastar com coisas desnecessárias como shows de graça, e colocam profissionais e uma UTI no P.A. para não ter sempre que mandar as pessoas para outras cidades, e isso quando dá tempo.

Fica a DICA
Visitante
Fica a DICA

Prefeito, já que conseguiu tantos veículos pra JP corre atrás de recursos pro PA, com saúde não pode ter dó de gastar, vamos reformar aquilo por completo, contratar mais especialistas, temos excelentes médicos em JP. 🏥 🚑 ☝ ☝

João cristofer
Visitante
João cristofer

Uai onde moro estão falando que ele foi picado por escorpião enquanto brincava na rua, e que no hospital ñ descobriram. Agora ñ sei em quem acreditar.
Bom vamos esperar os resultados da perícia. Pq falaram que fizeram.

Revoltado
Visitante
Revoltado

A única coisa q tenho a reclamar e q o prefeito correu com médicos experientes aí do hospital doutor José Matthias e um exemplo. Proplemas pessoais deveriam se deixados de lado. O que importa é o Bem estar da população

Xblau
Visitante
Xblau

Vocês não vão colocar “Trupicar” igual o Sputnik não?

Investiguem
Visitante
Investiguem

Essa história tá bem mal contada… se tiverem feito uma autópsia vão descobrir realmente o que ocorreu de errado… pq essa SRDA e muito difícil ser associada a diabetes.. . Existem outros fatores muito mais comuns.

alcione
Visitante
alcione

Tenho plano de saúde e condições para pagar uma consulta no Santana
outro dia desse precisei levar meu filho e não tinha médico lá
então fui até o pa
fui super bem atendida
muitas vezes tem médicos sim estagiando,mas são excelentes!
carinho especial de modo geral
acidentes acontecem
e o fato dessa criança ter morrido foi uma fatalidade.
Parem de culpar médicos e prefeito!!

Angela
Visitante
Angela

Triste e lamentável 😭 mais foi uma fatalidade , os médicos como falaram ,fez de tudo pra salvar a criança, mais no quadro que ele se encontrou,só um milagre! E milagre quem faz é Deus. Quem NÃO tem o que falar é melhor ficar com a boca fechada,pra NÃO falar do que nao sabe. Os médicos estão la para salvar vidas sim! Mais quando isso é posdivel! SOMOS MORTAIS

Debora
Visitante
Debora

Que triste, Parabéns aos médicos

Adão Ribeiro
Visitante
Adão Ribeiro

Condolências á família da criança, obrigado e total apoio a equipe médica, principalmente pela transparència com que tratou o caso. Que sirva de alerta aos pais e as autoridades, para que tenhamos programas preventivos de saúde, para detectar esses problemas nas nossas crianças.

Leleu
Visitante
Leleu

Fica a dica para os pais

Loko
Visitante
Loko

Descupados vem jogar a culpa nos médicos e no prefeito, só pode que querem que o prefeito bata de porta em porta pra medir a açucar no sangue da população 😤

Lidia Ramos
Visitante
Lidia Ramos

Hey… minha mãe ficou hospitalizada no P.A algum tempo, e a situação não foi das melhores. O hospital está em péssimas condições, precisa de uma reforma urgente há infração nas paredes, e muita murissoca dentro do hospital. Além disso está faltando cardiologista. Me diz vc então, se a culpa não é do prefeito é de quem então?. Que eu saiba isso é questão do nosso governo, tanto governador de Minas, prefeito etc. Quando se trata de um hospital público, é de responsabilidade de nossos representantes politocos fazê-lo funcionar para o bem comum da população. Ou então não precisamos pagar impostos… Ler mais »