Após ser ameaçado por realizar cortes de luz, homem é executado em Contagem

Segundo a mãe da vítima, o filho era funcionário terceirizado da Cemig; ele foi baleado 12 vezes

0

A Polícia Civil deve abrir inquérito para apurar a morte de Marco Antônio Cassemiro de Souza Abreu, de 28 anos, assassinado a tiros, nessa terça-feira (19), na Vila Renascer, em Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte. Uma informação repassada aos policiais militares pela mãe da vítima pode ser uma das linhas de investigação. Segundo a mulher, o filho era funcionário terceirizado da Cemig e, em data anterior, havia sido ameaçado por realizar cortes de energia elétrica na área.

Anúncios
Anúncios
Anúncios
Anúncios

De acordo com o boletim de ocorrência da Polícia Militar, a mãe de Abreu disse que, antes do homicídio, viu um carro de cor preta descer e subir a rua Nossa Senhora da Conceição várias vezes. Ela entrou em casa, no beco Getúlio Vargas, e, por volta das 23h30, a vítima foi até o quintal para alimentar o cachorro.

Nesse momento, o homem foi baleado, chegou a ser socorrido por familiares, mas não resistiu. Segundo a perícia foram constatadas 12 perfurações de entrada e saída no ombro, tórax, costas, pernas, braço e quadril.

Além da informação do trabalho da vítima, o pai contou aos policiais que o filho era usuário de drogas. Durante levantamentos, os militares também descobriram que, na última quarta-feira (13), Abreu era autor de ameaça contra a ex-companheira. Essas duas outras informações também devem ser apuradas durante a investigação. Ninguém foi preso.

Anúncios
Anúncios
Anúncios
Anúncios

Deixe um comentário

avatar