De olho em 2020, meia Dudu, ex-Avaí, valoriza experiência no Granada e aprendizado no futebol espanhol: “Espetacular”

0
Foto: Divulgação/Granada CF

Formado nas categorias de base do Avaí, onde atuou entre 2011 e 2017, o meia Dudu viveu um período de novas experiências nos últimos dois anos. Em 2018, ele acertou a sua ida para o Granada, da Espanha, onde teve a oportunidade de atuar fora do Brasil pela primeira vez. Vale lembrar que a janela de gastos de transferências do futebol europeu ganhou bastante destaque nesse ano pelo alto valor desembolsado pelos times europeus na contratação de novos jogadores. Por lá, o jogador disputou o Campeonato Espanhol e a Copa do Rei, ambos na categoria sub-19.

Anúncios
Anúncios
Anúncios
Anúncios

Segundo Dudu, o período na Espanha teve grande importância para a sua evolução como atleta. “Foi uma experiência incrível, tanto pessoalmente quanto profissionalmente. No quesito pessoal, foram dois anos morando sozinho, onde pude me conhecer por completo e aprender a lidar com as adversidades. No quesito profissional, para mim, foi espetacular. O futebol jogado na Espanha foi o que mais me encantou. É um jogo muito rápido, intenso e de muita força, mas também muito estudado e de gigantesca obediência tática”, avaliou o jovem jogador, de 19 anos.

Mantendo a forma física em Florianópolis, sua cidade natal, Dudu já pensa em 2020. “As expectativas para 2020 são muito positivas. Me sinto mais maduro após estas duas temporadas na Espanha e estou muito focado em seguir evoluindo. O que eu mais quero neste momento é poder voltar a jogar em alto nível e tenho trabalhado muito para isso”, concluiu o atleta, que em 2015 foi campeão catarinense sub-15 pelo Avaí.

Evolução também em continente asiático

Foto: Divulgação/Consadole Sapporo

Os números são aliados para comprovar a grande temporada de 2019 do atacante brasileiro, Anderson Lopes. O ex-jogador do Avaí e Athletico Paranaense defende atualmente o Consadole Sapporo, do Japão. Até então, ele fez 30 jogos no ano e marcou 16 gols numa média de 0,53 tento por partida.

Para se ter uma noção da média de gol de Anderson Lopes, o número do atacante é superior a grandes nomes do futebol mundial que atuam no Japão, entre eles os espanhóis David Villa (0,44) e Iniesta (0,26). Anderson também supera os seus compatriotas: Leandro Damião (0,37) e Jô (0,23). “Essa ótima média de gol significa muito para mim e em algumas partidas nem joguei os 90 minutos. Tenho aproveitado bem as oportunidades e superar a média de grandes nomes do futebol mundial é algo que me engrandece. Não quero parar por aqui”, reforçou o atacante de 26 anos.

Anderson Lopes tem uma ótima chance de melhorar ainda mais sua média de gol. No próximo sábado, ele encara o Jubilo Iwata, equipe que ele mais marcou na gols na carreira. Em cinco jogos contra eles, o atacante marcou cinco gols e, de quebra, nunca foi derrotado. “Faltam três partidas para o final da temporada e espero fechar bem o ano. Teremos agora um confronto diante do Jubilo Iwata jogando em casa e com o apoio da nossa torcida. Nunca perdi para eles e costumo ter boas atuações, com gols. Espero manter isso. Eles já estão rebaixados, mas não significa que teremos facilidade. O equilíbrio predomina aqui no Japão. Os jogos são sempre intensos. Precisamos entrar em campo concentrados para sairmos com os três pontos”, analisou o camisa 11

Com 31 rodadas disputadas na J-League (primeira divisão do Japão), o Consadole Sapporo ocupa o oitavo lugar. Desde 2016 no futebol asiático, Anderson Lopes almeja continuar brilhando no continente no próximo ano. “Nas últimas temporadas venho muito bem individualmente, mas sou um cara que penso primeiro no coletivo e para 2020 quero voltar ainda mais forte, brigando por títulos, pois sei que se acontecer isso os gols virão naturalmente”, finalizou.

Anúncios
Anúncios
Anúncios
Anúncios

Deixe um comentário

avatar