Goleiro Fábio, do Cruzeiro, pode concorrer como vice à Prefeitura de BH em 2020

Atleta do Cruzeiro pode ser vice na chapa do Solidariedade que tem o deputado professor Wendel como pré-candidato

2
403

A depender da vontade do deputado estadual professor Wendel (Solidariedade) poderemos ter na próxima disputa pela Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) uma versão do clássico do futebol entre Atlético e Cruzeiro. Isso porque o goleiro Fábio, do time celeste, é cotado para ser o vice do parlamentar na disputa e enfretaria o ex-dirigente do Galo, prefeito Alexandre Kalil (PSD). “Estamos esperando só a confirmação dele”, afirmou Wendel.

Anúncios
Anúncios
Anúncios
Anúncios

A intenção, no entanto, não foi confirmada, nem negada, pelo empresário do atleta, João Sérgio, que afirmou apenas que “não sabia nada sobre esse tema”. A intenção, mesmo que ainda não tenha tido o martelo batido, já repercutiu. O prefeito Alexandre Kalil desejou boa sorte ao possível adversário.

Apesar disso, segundo Wendel, as conversas já estariam adiantadas e que a diretoria do clube não teria demonstrado impedimento quanto a isso e que também não haveria nada no contrato que vedasse a participação na campanha. “A intenção de ter ele na chapa surgiu porque ele manifestou interesse em entrar para a política quando encerrasse a carreira”, afirmou.

Ainda de acordo com professor Wendel, o nome de Fábio seria importante por ele ser evangélico e ter bom trânsito com o público das igrejas. Além disso, ele faria um contraponto ao prefeito Alexandre Kalil (PSD) que tem se posicionado sobre temas mais progressistas. Como exemplo, o deputado citou a presença do prefeito na parada LGBTI+ da capital e as declarações dadas por ele no evento, o que teria desagrado a cúpula das igrejas evangélicas.

“O Fábio traz o segmento evangélico, ele é referência, além de ter trabalho social com as crianças. Isso é importante e agrega público a chapa”, declarou.

Na edição deste ano, Kalil disse que o prefeito Alexandre Kalil disparou três conselhos, como mensagem final de seu breve discurso sobre igualdade e ocupação da cidade. “Primeiro, (digam mais) ‘não sei’, porque isso é libertador. Depois, virem para quem está ao seu lado e diga ‘eu te amo’. E terceiro: ‘F…-se’ os que pensam o contrário. F…-se eles todos”, disse, arrancando aplausos do público.

O contrato do goleiro com o Cruzeiro vai até o final de 2020. Sobre a presença de Fábio durante a campanha ele afirmou que nos debates quem participa é o candidato e que o atleta pode interagir com a campanha de formas virtuais, por exemplo, quando não for possível estar presente fisicamente.

Apesar disso, o empresário do goleiro, João Sérgio, não confirmou a informação, mas também não negou.

“Não sei absolutamente nada sobre esse tema. Conversamos diariamente, sobre todos os assuntos, e o Fábio não comentou comigo sobre filiação partidária. Ele tem contrato com o Cruzeiro, está trabalhando dentro de campo e quer seguir no Cruzeiro, cravar seu nome ainda mais na história do clube disputando o centenário”, afirmou.

Já o Cruzeiro, por meio da assessoria de comunicação, informou cabe ao atleta se decidir. “É um assunto de foro íntimo do jogador, e o Cruzeiro não se pronunciará neste momento”.

Anúncios
Anúncios
Anúncios
Anúncios

2
Deixe um comentário

avatar
2 Comentar tópicos
0 Respostas do Tópico
0 Seguidoras
 
Comentário mais reagido
Tópico de comentário mais quente
2 Autores de comentários
Galo DoidoEduarda Autores de comentários
mais novos mais antigo mais votado
Eduarda
Visitante
Eduarda

Acho isso errado o goleiro usa a fama para conseguir votos o mesmo do presidente do galo Alexandre Carill

Galo Doido
Visitante
Galo Doido

Piadaaaaaa