Golpe do falso Whatsapp é aplicado mais uma vez, agora em Brasilândia de Minas

O prejuízo total foi de R$ 4.500,00 (quatro mil e quinhentos reais)

0

O conhecido golpe do falso Whatsapp fez mais uma vítima, dessa vez em Brasilândia de Minas. Nesta segunda-feira (18), uma mulher de 44 anos teve seu aplicativo de mensagens clonado por um estelionatário, que enviou mensagens para diversos contatos pedindo dinheiro. Um total de R$ 4.500,00 (quatro mil e quinhentos reais) foram depositados para o criminoso.

Anúncios
Anúncios
Anúncios
Anúncios

Como é típico nesses casos, uma das vítimas que depositou o dinheiro contou que recebeu o pedido do número da mulher, sua conhecida, e prontamente o atendeu e depositou R$ 700,00 (setecentos reais) em uma conta do Banco do Brasil para o titular Rafaela de Oliveira Leite. A vítima contou que não desconfiou do golpe.

Outra vítima transferiu R$ 2.000,00 (dois mil reais) para a mesma conta da primeira. Já a terceira vítima fez uma transferência de R$ 1.820,00 (um mil, oitocentos e vinte reais) para outra conta fornecida pelo estelionatário, titularidade de Renato Saturnino Silva.

A mulher que teve seu Whatsapp clonado e as vítimas que transferiram o dinheiro registraram boletim de ocorrência para demais providências. Elas também foram orientadas a procurar a agência do Banco do Brasil para abrir um incidente de fraude.

O golpe é simples. Basicamente, o estelionatário consegue clonar o Whatsapp da primeira vítima e o utiliza para pedir dinheiro para as demais em nome dela.

Por isso, fica o alerta para que, caso um conhecido entre em contato pedindo dinheiro, se cerque de todos os cuidados possíveis para evitar cair no golpe. Na maioria das vezes, uma simples ligação consegue evitar os prejuízos, já que apenas o aplicativo é clonado, permanecendo o chip funcionando normalmente com o verdadeiro proprietário.

Anúncios
Anúncios
Anúncios
Anúncios

Deixe um comentário

avatar