Jovem revoluciona mercado de barbearias em João Pinheiro

Lucas Souza, 23 anos, fundou em maio de 2017 a Men's Club: conceito que ainda não existia em João Pinheiro

0
8

Por meio da Men’s Club, o jovem Lucas Souza, de 23 anos de idade, revolucionou o mercado de barbearias em João Pinheiro, Noroeste de Minas Gerais. Até então, só existiam na localidade os conceitos tradicionais, de corte de cabelo e barba.

Anúncios
Anúncios
Anúncios
Anúncios

Entretanto, de olho nas novas tendências de mercado, Lucas passou a oferecer em maio de 2017 não só seus serviços, mas também toda uma experiência para o cliente, que vai desde a um atendimento personalizado à comercialização de bebidas para os clientes.

A cartela de serviços é bastante variada: corte, barba, limpeza facial, sobrancelha, hidratação e até progressiva. Quem gosta de pintar o cabelo, seja platinar, fazer mechas, colorir ou pigmentar a barba também encontra seu espaço na Men’s Club.

“Sempre fui morador de João Pinheiro e a gente conhecia poucos barbeiros. E que estavam há muito tempo no mercado, oferecendo somente atendimento. Algo rápido, e prático. Então analisei o mercado e o que as pessoas estavam trazendo para o país para poder criar esse novo conceito na minha cidade de origem. Porque eu queria que todos pudessem ter um atendimento que eu queria receber”, explica Lucas.

Ele complementa que o sonho começou justamente com o desejo de ser empreendedor. “Tudo que eu faria para uma empresa eu queria fazer para o meu próprio negócio. Inovando e buscando mais conhecimento. Aí decidi buscar um ramo na estética de barbearia, não só pelo mercado mas também pelo desejo de oferecer para as pessoas o que eu sempre busquei”, relata.

O negócio que começou em um cômodo pequeno foi crescendo. Ganhou mais espaço, mais colaboradores e consequentemente mais clientes.

“O que mais me motiva e é muito gratificante para mim é que desde o começo eu fui em busca de uma profissão, abrir meu próprio negócio e foi uma coisa que busquei para minha evolução. Com quatro meses, já coloquei outro barbeiro e consequentemente foi crescendo e a gente sempre tentando fazer o melhor atendimento e sempre inovando dentro da barbearia. E depois, com o aumento, precisei buscar uma pessoa para organizar o atendimento, como recepção das pessoas, marcação do horário e o caixa”, relembra.

Lucas diz não se preocupar com a concorrência, uma vez que outras barbearias, depois da sua, abriram com o mesmo conceito. “O mercado e a concorrência só beneficiam o cliente. Depois que abri, muitos viram o que é a profissão, qual o conceito, e perceberam que o cliente merece um atendimento diferenciado”, argumenta.

Anúncios
Anúncios
Anúncios
Anúncios

Deixe um comentário

avatar