Continua depois da publicidade

Uma denúncia levou o Ministério Público a iniciar uma investigação sobre o alto preço dos combustíveis cobrado pelos postos de João Pinheiro. Há, inclusive, suspeita de cartel por parte dos comerciantes da cidade, que cobram caro já há alguns anos.

Continua depois da publicidade

O município é o quarto de Minas Gerais onde a gasolina mais cara, de acordo com levantamento da Agência do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) divulgado no fim de novembro do ano passado.

O preço médio atualmente está em torno de R$ 4,80, muito acima inclusive de cidades vizinhas, o que não parece fazer sentido, já que o mesmo combustível que chega para os municípios próximos é trazido a João Pinheiro.

O promotor de Justiça Fábio Alves Bonfim contou que no dia 5 de dezembro chegou uma denúncia pela ouvidoria do Ministério Público sobre o preço abusivo dos combustíveis praticado na cidade. Diante disso, o MP tomou algumas atitudes. “Foi instaurada uma notícia de fato no âmbito da procuradoria do consumidor e como diligência inicial foi solicitada a relação de todos os postos de combustíveis de João Pinheiro” explicou.

De acordo com o Ministério Público o passo seguinte será o de notificar todos os postos da cidade e solicitar o preço do combustível adquirido nas refinarias e também o valor cobrado na bomba. “O objetivo é verificar qual é a margem de lucro desses postos para ver se há indícios da formação de cartel. Havendo indicativo de que o preço é abusivo serão tomadas providências para a readequação dos preços dos combustíveis de João Pinheiro, além da imposição de multas”, destacou o promotor de Justiça.

Quem quiser corroborar com a investigação do Ministério público pode realizar denúncias pela ouvidoria do Ministério Público, disque 127, no site ou diretamente no escritório da promotoria de Justiça na rua Cap. Sancho, 521 – Centro

Continua depois da publicidade

Deixe um comentário

28 Comentários em "Ministério Público investiga preço abusivo do combustível em João Pinheiro"

avatar
Novos Antigos Populares
Justiça
Visitante

Aleluia alguém finalmente viu que em João pinheiro tem cartel de combustível

joao
Visitante

cartel dos quebrados que devem salario de funcionarios! kkkk

apelido
Visitante

tem que investigar tbm os postos onde vc paga quase 5 reais em um litro de gasolina so que so recebe 800 900ml

Beto
Visitante

E mesmo.

Braz
Visitante

Olhar também o cartel na venda de gás de cozinha, há anos que vem ocorrendo na cidade.

Zé Povim
Visitante

Mentira! A cidade recordista em preço alto e abusivo é Brasilândia de Minas. Ganha disparadamente de todas. Dê uma olhadinha aqui seu doutor.

Gab
Visitante

Vc deveria então ler melhor a reportagem na parte em que fala que a cidade é a quarta de Minas com o maior preço, e realmente passou de hora, temos é que fazer mais denúncias no MP pra que as coisas sejam mudadas.

Zé Povim
Visitante

Pelo visto você nunca entendeu como se força expressão numa frase.

geraldo
Visitante

Não porque isso acontece com em uma cidade tão querida como a nossa João Pinheiro,acaba se tornando na Cidade mais difícil de sobreviver,eu não entendo porque tudo aqui tem que ser mais caro,isso é um absurdo.

Cidadao
Visitante

E o cartel dos supermercados e das farmácias ? Quem vai fazer alguma coisa? Já ouvi que fazem reunião direto, João Pinheiro é a cidade mais cara para se viver e a Associação Comercial controlada pelo Herbert do Lider não deixa ninguém entrar aqui para concorrer. E o Carlos do Veredas fez a Drogaria Cristina ir embora para puxar saco do Vicente da Farmácia, cidade controlada pelos caciques.

Tolo
Visitante

Se o lote ele era dele faz o que quer, chorão

PÉ DE FERRO
Visitante

Drogaria Cristina foi embora porque não conseguiu manter se no comércio não tem nada a ver com prefeitura o povo besta esse, se fosse assim todas as outras farmácia iriam ter que fechar, supermercados, mercearias …..

Cidadã
Visitante

Passou da hora, parabéns dr Fábio pelo brilhante trabalho que está fazendo em nossa cidade, daqui à pouco tentam correr com ele como fizeram com o malmam, só aparecer alguém que lute pela população logo logo transferem ou melhor botam pra correr, será que é por causa do cartel? Heim.

ninguem
Visitante

rapidinho eles correm com ele daqui!

KAKA
Visitante

PARABÉNS DR. PELO BELÍSSIMO TRABALHO…

Beto
Visitante

Parabéns Doutor Fábio Alves Bonfim. Precisamos de mais pessoas assim como o senhor, para nós defender.

joao
Visitante

Esquesseram de dize que tem uns donos de postos quebrados
Devendo salario de funcionario
Se ta tão bom assim como estão quebrados?

Kaka
Visitante

olha o voto politico chegando ai pra aparecer kkkkkkkkkkkk

Junior
Visitante

Manda ele investiga os impostos que o governador aumentou também

Galvao
Visitante

Manda ele abrir mão do Auxílio moradia. Quem controla preços é o mercado os postos apenas repassam os preços da Petrobras.

Duke
Visitante

Pensei que viveria pra ver isso, todo mundo sabe que o combustível em João Pinheiro, a décadas é o mais caro

Sr.Justo
Visitante

Dr. Fabio vem ajudando bastante João Pinheiro. Parabéns!

LU
Visitante

AINDA TEM O CARTEL DE GÁS DE COZINHA TAMBÉM ,TEM QUE INVESTIGAR MESMO

Galvão
Visitante

Será que o MP não tem o que fazer? Em Patos de Minas está mais caro que JP. Preço é mercado. O pessoal de JP acha que tudo nessa cidade é pior. Que sindrome de viralata. O MP tem é que cassar o que fazer. Para com essa palhaçada.

Eduardo
Visitante

tá ai um dono de posto revoltado

revoltado
Visitante

Não vai acontecer nada, os gas de cozinha aqui é tabelado a 80 reais a muito tempo, e ai DR. e a copasa deu o que, muito barulho pra pouca chuva

Boca
Visitante

Parabéns vamos esperar algum resultado pois já estamos cansados desse diz que me disse…

Márcio
Visitante

Absurdo esse preço, sou de j.pinheiro é moro em Brasília,