Continua depois da publicidade

Uma nova polêmica envolve a administração atual e a anterior de João Pinheiro. Muitos dos recursos anunciados pelo prefeito Edinho Xavier (PDT), especialmente para a implantação de asfaltos em várias ruas da cidade, teriam sido conquistados durante o mandato do ex-prefeito Carlos Gonçalves (PSDB). Pelo menos é o que defende o vereador Geraldinho Porto (PR). Já o atual chefe do Executivo garante que não e diz ter provas de que as verbas obtidas são todas empenhadas no seu mandato.

Continua depois da publicidade

De acordo com Geraldinho Porto, muitos recursos estão chegando somente agora devido ao lento processo de liberação de verbas de emenda parlamentar, que tem todo um procedimento e pode avançar a legislatura seguinte.

“No ano passado nós aprovamos o financiamento para fazer ruas no Aeroporto e em Cana Brava. É que é um processo moroso, mas é tudo fruto da administração passada que está sendo colhido nessa. Tem muito recurso ainda para chegar. A gente viu grande parte de ônibus chegando aí nesses dias, são todos frutos da legislação passada, dos vereadores e do prefeito Carlos”, afirma Geraldinho.

Já o prefeito Edinho Xavier garante que o dinheiro que tem vindo para o asfaltamento e todas as demais obras e melhorias que estão sendo realizadas em João Pinheiro neste momento são oriundas de verbas conquistadas em sua administração.

“A oposição sempre tenta tumultuar. A única coisa que ficou da administração passada foi uma dívida de 37 milhões de reais e eu tenho um documento da empreiteira de asfalto me cobrando dívida do mandato passado. Eu até tive que pagar um pouco dessa dívida, porque o empreiteiro não tinha recursos para começar a fazer os asfaltos novos, pois como são emendas vinculadas, ele tem que fazer o asfalto, prestar contas para Caixa Econômica para ser pago”, diz.

O atual chefe do Executivo afirma que obteve muitos recursos junto aos deputados federais Tenente Lúcio (PSB), Franklin Lima (PP), Raquel Muniz (PSD), Delegado Edson Moreira (PR), também com o senador Zezé Perrella (PTB), entre outros.

“Quando eu ganhei a eleição fizemos o maior mutirão em Brasília, cheguei a ficar 15 dias na capital federal e conseguimos programar várias emendas para esse ano. Eu tenho toda a documentação, tenho como mostrar que foi empenhado no meu mandato. Mas não quero brigar, quero que chegue a emenda para as pessoas”, comenta.

Continua depois da publicidade

Deixe um comentário

11 Comentários em "Oposição e situação disputam paternidade dos novos asfaltamentos de João Pinheiro"

avatar
Novos Antigos Populares
Eli o demônio
Visitante

Esse cabeça de suino di prefeito está mentindo. Uma emenda parlamentar não vem rápido assim. Possi provar que são do ano passado e desmentir o suino.

anonimo
Visitante

que bosta em!! até parece q o edinho é tão rápido assim em conseguir verbas. se ele entrou na prefeitura em janeiro e já conseguiu tantas verbas assim como afirma, ele é o cara mesmo!! e quer dizer então que quando seu mandato acabar ele ão deixará nenhum processo de aprovação de verba pro mandato seguinte??
conversinha pra gente mal informada e leigo…. quem tem o minimo de conhecimento sabe q as verbas são demoradas pra sair, a maioria das verbas são liberadas pro final do mandato ou mandato seguinte!! acorda povo… esse edinho só quer enganar vcs!

Realista
Visitante

Indiferente de quem conseguiu os recursos, a população precisa do retorno desses recursos, a cidade está mal cuidada: asfalto, iluminação pública, combate a pernilongo. Não importa quem conseguiu, o que importa é o benefício à população de João Pinheiro que está sofrendo.

Desperta JP
Visitante

Quando o Carlos assumiu o município ele fez justiça e chamou o Edinho e os vereadores de oposição e eis vereadores para fazer a entrega de bens móveis conseguidos anteriormente e executados no seu mandato. O que se vê agora, fecharam a Upa, perseguição de funcionários, entrega de bens móveis e execução de obras como se fosse desta administração, o que não vem ao caso, mais é questão de justiça. Desperta João Pinheiro, chega de mentiras e de falar muito.

anonimo
Visitante

Geraldinho Porto precisa é justificar com que gastou mais de 20 mil reais de diária passeando e não conseguiu nada para João Pinheiro, o fato dele se posicionar como oposição não quer dizer não precise trabalhar. O povo não elegeu para passear de carro e não produzir nada. Oposição é muito bom, fala bonito nas reuniões da Câmara, ele, Lucio Flávio, Juarezinho, mas onde estão os recursos que conquistaram para nossa cidade, já se vão 9 meses e nada. Será que o povo elegeu essa turma só fazer discurso e passear?

Me ajuda aí!
Visitante

Kkkkkk
Brincadeira viu, obrigado Carlinhos, você deixou uma dívida milionária de 37 milhões! Kkk
Mais não foi só isso, tambem deixou uma secretaria de obras sucateada…
Na boa, a administração passada tá de zuando?
Deixa o homem trabalhar cambada de puxa sacos…

Luizinho Da ambulancia
Visitante

Kkkk, o onibus da cana brava, foi o ouvidor geral do estado wadson ribeiro, que e tambem presidente do PCdoB de minas gerais!

Desperta JP
Visitante

O mais incrível é que os ónibus trabalharam até o último dia de aula, depois fundiram? As maquinas trabalharam até o final do mandato e depois sucatearam? Um tanto estranho não? As dívidas roladas foram aprovadas pela câmara e não se pagam de uma só vez, agora acorda João Pinheiro.

reforma politica
Visitante

oposiçao e situacao tudo farinha do mesmo saco !!e esse geraldinho porto ta falando oq ,pq ele nao fala do monopolio do sindicato rural???da familia dele q a anos vem (removido) JP, bando de vagabundos e o sujo falando do mal lavado ,mais o povo de JP tem oq merece ,enquanto ficarem se vendendo por migalhas estes politicos que so enchem o bolso de dinheiro e nao fazem nada vao continuar ai mamando

Anônimo
Visitante

todos

Carlos
Visitante

Esse Luizinho da ambulância e doido esse tal de Watson foi candidato a senador nao ganhou … e o governo dos petralhas arrumou uma vaga pra ele mama nas tetas do estado agora foi ele q deu ônibus fala sério tipo ruim