Continua depois da publicidade

O pequeno Victor Hugo, de 3 anos, luta contra um câncer há sete meses e sonha em conseguir um medicamento para continuar o tratamento e se livrar de vez do problema.

Continua depois da publicidade

Diagnosticado em maio com câncer no intestino e no estômago, sua mãe Leiliane resolveu fazer campanha para arrecadar fundos para pagar sua cirurgia, que era de urgência. Em junho ele passou por uma bem-sucedida cirurgia e depois realizou duas sessões de quimioterapia.

O problema é que uma das etapas mais importantes do tratamento foi interrompida. Victor Hugo precisa tomar um medicamento para estabilizar o tumor. Porém, o remédio custa cerca de 17 mil reais e ele precisa tomar de imediato para garantir a sua sobrevivência, até que a família entre na Justiça e consiga o medicamento de forma gratuita. Com o coração na mão, Leiliane pede novamente ajuda dos pinheirenses para superar mais este obstáculo e salvar a vida de Victor Hugo.

O menino precisa tomar o remédio durante três meses e, como a família não tem como arcar os custos, uma nova campanha está sendo organizada para que todos que tiverem condições possam contribuir. Chegou a hora da sociedade de João Pinheiro se unir em torno da causa de Victor Hugo, que segue alegre e fala para todo mundo que só quer continuar a viver. Quem quiser conhecer a história do menino pode procurar a mãe para ver os laudos médicos e a receita do medicamento.

Os familiares têm muita esperança e se agarram na frase que marca essa luta diária: “Já deu tudo certo”, lema criado pelos parentes do garotinho.

Para ajudar entre em contato com a mãe do garoto pelo telefone: (38) 9.9857-8336 ou faça um depósito em qualquer valor para Agência 1818, operação 013
Conta 3717-8 / Leiliane Rodrigues Vieira

Continua depois da publicidade

Deixe um comentário

3 Comentários em "Pequeno pinheirense precisa de remédio de 17 mil reais para sobreviver"

avatar
Novos Antigos Populares
Anônimo
Visitante

Porque ela não vende um dos carros, acho que quem realmente precise não teria dous carros na garagem, o marido dela trabalha na CEMIG tem um ótimo plano de saude. Ajudei da primeira vez mais tive informações que o Gustavo Lima havia doado uma grande quantia o QUAL ela não presta contas a sociedade

Anonimo
Visitante

Acho que vc tá se doendo e arrependido de ter ajudado. Se ela tem dois carros ou mais isso não é da sua conta. Tem que ajudar é hj e não voltar no passado.

Anônimo
Visitante

Por que os medicamentos são sempre de imediato ?