Professor é preso suspeito de abusar sexualmente de três alunas de 7 anos em MG

Crianças contaram aos pais que os abusos aconteciam em um banheiro e em uma sala de materiais de uma escola estadual

1

Suspeito de abusar sexualmente de três alunas de 7 anos, um professor de 39 de uma escola estadual de Minas Novas, no Vale do Jequitinhonha, foi preso, nesta quarta-feira (27). As crianças contaram aos pais que os abusos aconteciam em um banheiro e em uma sala de materiais.

Anúncios
Anúncios
Anúncios
Anúncios

“A primeira aluna reforçou ao fato aos pais, que acionaram a escola e depois a delegacia. Durante a oitiva dessa menina, ela falou que foi tocada nas partes intimas no banheiro da quadra da escola, e comentou que outras duas coleguinhas da sala dele também teriam sido abusadas”, contou a delegada Carolina Maximo Alves.

De acordo com a delegada as outras duas crianças contaram que foram chamadas para uma sala de materiais esportivos da escola e foi pedido para que elas pegassem um cone em uma parte mais alta e nesse momento o homem pegou nas partes íntimas das crianças.

Ele foi encaminhado ao presídio de Capelinha, na mesma região. A delegada vai investigar ainda se ele fez mais vítimas em outros tempos. “Ele é professor de educação física há vários anos, acredito que após essas denúncias, alunas e ex-alunos sintam-se encorajadas a falar se também tiverem sido abusados”, almeja a delegada.

O professor também é investigado em um outro inquérito de 2014 por favorecimento à prostituição. Ele é suspeito de oferecer dinheiro para duas menores de idade em troca de relações sexuais.

Procurada pela reportagem, a  Secretaria Estadual de Educação de Minas Gerais (SEE) informou por nota que “a equipe de inspeção escolar da Superintendência Regional de Ensino (SRE) de Diamantina, responsável pela coordenação das escolas no município de Minas Novas, já está acompanhando o caso e, juntamente com a direção da unidade escolar envolvida, tomando as providências necessárias”.

A pasta ainda afirmou está à disposição dos órgãos competentes para o esclarecimento do caso o mais breve possível.

Segundo a SEE, “a direção está oferecendo apoio às crianças e seus responsáveis e a equipe pedagógica da escola desenvolveu atividades educativas com os alunos com o foco na prevenção da violência”, garantiu nota.

A SEE afirmou que o professor envolvido na denúncia está afastado das atividades escolares desde o dia 18 de novembro.

Anúncios
Anúncios
Anúncios
Anúncios

1
Deixe um comentário

avatar
1 Comentar tópicos
0 Respostas do Tópico
0 Seguidoras
 
Comentário mais reagido
Tópico de comentário mais quente
1 Autores de comentários
Antonio Lourenço Gomes Autores de comentários
mais novos mais antigo mais votado
Antonio Lourenço Gomes
Visitante
Antonio Lourenço Gomes

Tem bandido disfarçado pra todo lado cana nele