Após anos lutando contra o câncer, atleta pinheirense morre com 30 anos de idade

Daniel era goleiro da Seleção Pinheirense e foi diagnosticado com câncer de pâncreas em 2016

5
Foto - Reprodução Facebook

Daniel Gomes Nascimento, de 30 anos, morreu na noite deste último domingo (19), vítima de um câncer terminal. Ele era goleiro da Seleção Pinheirense e conquistou, além de títulos, vários amigos ao longo da sua trajetória. O sepultamento de Daniel será hoje, segunda-feira (20), a partir das 15:00 horas.

Anúncios
Anúncios
Anúncios
Anúncios

Segundo Islei, amigo de Daniel, o goleiro lutava contra o câncer há aproximadamente 5 anos e o tumor foi contido através de uma cirurgia. Contudo, retornou em 2019. “Ele deu câncer no pâncreas. Aí depois voltou e atacou tudo, pâncreas, figado, intestino, pulmão”, lamentou.

Jogando futebol na posição de goleiro desde os 17 anos, Daniel colecionava títulos de Goleiro Revelação e Melhor Goleiro do Campeonato. “Só disso ele deve ter de 20 a 30 títulos. Ele ganhou em Patos, Paracatu, Brasilândia, nas Lages (Vila São Sebastião), é muita coisa”, disse Juarez, técnico da Seleção Pinheirense.

Em sua carreira como Goleiro, em 2007, Daniel chegou a passar em um teste no time Ponte Preta, mas, com seus 17 anos e devido a pouca idade e falta de experiência, acabou recusando. “Ele não deu conta de ficar, como ele era muito novo e nunca tinha saído de casa, não deu conta”, relembrou Juarez.

Com a notícia do primeiro câncer de pâncreas, o time de amigos de Daniel se mobilizou para conseguir o dinheiro da cirurgia para retirada do tumor. “Ele começou a fazer o tratamento e os médicos de Patos de Minas pediram para fazer a cirurgia com urgência. O pai dele disse que não iria esperar o SUS e levantaria o dinheiro. Era R$ 38.000,00 o custo da cirurgia. Nisso várias ajudas foram dadas, juntamos todo o dinheiro e conseguimos levantar R$ 42.000,00 se não me engano. Isso foi em Abril de 2016. Ele fez a cirurgia e deu tudo certo”, contou Juarez.

Com a sua volta e recuperado do câncer, Juarez lembra que Daniel voltou ao time no ano de 2017, quando foi vice-campeão da Copa Amapar, que foi disputada em Monte Carmelo, Minas Gerais.

A nova notícia de que o Câncer de Daniel havia voltado pegou todos de surpresa. “Daniel nunca fez mal a ninguém, nunca brigou com ninguém. Ele não era pedra 90, era pedra 1000. Era um cara fora de série, companheiro ao extremo, isso é muito triste e Daniel vai deixar saudades.”, lamentou Juarez.

Da última lembrança que ficará gravada na cabeça dos amigos de Daniel é de um rapaz companheiro, humilde, amigo, bom atleta e que sempre acolhia todo mundo.

O JP Agora presta suas condolências à família e deseja a todos a força necessária para suportarem este momento de dor.

Anúncios
Anúncios
Anúncios
Anúncios

5
Deixe um comentário

avatar
5 Comentar tópicos
0 Respostas do Tópico
0 Seguidoras
 
Comentário mais reagido
Tópico de comentário mais quente
5 Autores de comentários
Yan Patrick Rocha do nascimentoYan Patrick Rocha do nascimentoGuilherme MirandaLeda BarcelosMarcos WILIAN Autores de comentários
mais novos mais antigo mais votado
Yan Patrick Rocha do nascimento
Visitante
Yan Patrick Rocha do nascimento

Papai meu guerreiro cuida de mim aonde o senhor estiver viu beijos vai com Deus eu te amo meu herói 👨🏼‍🦱❤️❤️

Yan Patrick Rocha do nascimento
Visitante
Yan Patrick Rocha do nascimento

Papai meu guerreiro descanse em paz o senhor lutou muito mais agora o senhor descansou cuida de mim de onde o senhor estiver te amo muito Meu Herói 🦸‍♂️ 🥰🥰
Estou muito triste mais o senhor me pediu para não chorar e eu não chorei abraços vai com Deus que Deus te dê um cantinho ao lado dele muitas saudades de ir para o campo com o senhor beijos ⚽️💔🖤🖤

Marcos WILIAN
Visitante
Marcos WILIAN

Um ser humano incrível 🙏

Leda Barcelos
Visitante
Leda Barcelos

Muito triste vai fazer falta Daniel descace em paz

Guilherme Miranda
Visitante
Guilherme Miranda

Daniel grande amigo carinhoso na faculdade descanse em paz amigo