22.9 C
João Pinheiro
sábado, abril 4, 2020
Anúncios
Anúncios
Anúncios
Anúncios

Conselho do Programa de Parcerias de Investimentos sugere a Bolsonaro relicitar BR-040

A rodovia faz parte da relação de projetos que passam por dificuldade financeira, licitados no governo Dilma Rousseff.

Mais comentadas

Torcida cruzeirense de João Pinheiro responde a provocação dos atleticanos com um outdoor no centro da cidade

O ano de 2019 ficou marcado pelo rebaixamento do Cruzeiro Esporte Clube, time mineiro que nunca havia caído para...

Capoeirista é morto a tiros enquanto dava aula em academia no bairro Papagaio em João Pinheiro

A manhã desta quarta-feira pegou muito pinheirenses de surpresa ao ficarem sabendo de um homicídio no bairro Papagaio na...

Polícia prende suspeito de assassinar capoeirista Paulo Munha

A Polícia Civil de João Pinheiro prendeu na manhã desta quinta-feira (10), Diogo Gomes, de 34 anos, suspeito de...

O conselho do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI) propôs ao presidente Jair Bolsonaro que a concessão da BR-040 seja relicitada após os sucessivos descumprimentos de contrato pela Via 040, concessionária administrada pelo grupo Invepar.

A rodovia, que liga Distrito Federal, Goiás e Minas Gerais com a extensão de 936,8 quilômetros, faz parte da relação de projetos que passam por dificuldade financeira, licitados na terceira etapa do programa de concessão federal no governo Dilma Rousseff.

A proposta de qualificar a Via 040 no PPI foi publicada na edição desta segunda-feira (13) do “Diário Oficial da União”. Na Resolução 105/20, o conselho do programa alega que o processo de relicitação do empreendimento é importante para “assegurar a continuidade dos serviços que não estejam sendo atendidos ou cujos atuais contratados demonstrem incapacidade de adimplir as obrigações assumidas originalmente”.

Ainda de acordo com a resolução, a devolução da rodovia ao poder do governo federal se baseou no “conjunto de informações técnicas e a análise jurídica contidos no processo do Ministério da Infraestrutura”. O documento é assinado pelos ministros Onyx Lorenzoni (Casa Civil) e Tarcísio de Freitas (Infraestrutura).

O conselho menciona o Decreto 9.957/19, assinado em agosto por Bolsonaro para regulamentar a lei editada no governo Michel Temer (13.448/17). Esta legislação que criou a possibilidade de “devolução amigável” de concessões inadimplentes, assegurando o direito à indenização por investimentos ainda não recuperados pela tarifa cobrada na oferta do serviço.

Anúncios

Deixe um comentário

avatar
Anúncios

Últimas notícias

Farmavida Papagaio esclarece FakeNews divulgada em redes sociais de João Pinheiro

A Farmavida do bairro Papagaio, que entrará de plantão neste próximo sábado (04), foi vítima de uma Fake News...

Mais dois casos suspeitos que aguardavam o resultado dos exames dão negativo em João Pinheiro

O boletim epidemiológico emitido pela Secretaria de Saúde de João Pinheiro de hoje (03) mostra que mais dois dos casos que aguardavam o resultado...

Desconfiado de sumiço de gado, proprietário reúne animais e descobre furto em João Pinheiro

A esposa do proprietário foi quem compareceu ao quartel da Polícia Militar para registrar a ocorrência na última quarta-feira. Segundo ela, seu esposo, desconfiado de...

Bandido usa cabo de vassoura para roubar adolescente no centro de João Pinheiro

Uma adolescente de 16 anos foi vítima de um assalto na última quarta-feira (01) no centro de João Pinheiro. Era quase meia noite quando...

Homem de 36 anos morre ao ter cabeça esmagada por caçamba em Lagoa Formosa

O grave acidente de trabalho aconteceu na tarde desta quinta-feira (02) em Lagoa Formosa. Hermes Alexandre Lima, 36 anos, fazia a lubrificação dos pinos...
Anúncios

Artigos relacionados

Anúncios