25.4 C
João Pinheiro
25.4 C
João Pinheiro

Mãe é presa suspeita de matar filho de 2 anos a chutes e socos em Montes Claros

Investigações apontam que choro contínuo da vítima era o principal motivo para as constantes agressões

Mais acessadas

Comerciante de 25 anos é preso por posse ilegal de arma de fogo em Brasilândia de Minas

A Polícia Militar de Brasilândia de Minas prendeu um jovem comerciante na última quinta-feira (02) por posse ilegal de...

João Pinheiro registra mais 10 casos confirmados de coronavírus nas últimas 24 horas

O boletim epidemiológico de hoje 04/07 informa que mais 10 pacientes testaram positivo para coronavírus em João Pinheiro nas...

Força tarefa encerra festas em chácara e haras em Patos de Minas, frequentadores responderão criminalmente

Uma das principais preocupações da força tarefa formada para fiscalizar o descumprimento das medidas de enfrentamento à Covid-19 tem...

Uma jovem de 19 anos foi presa pela Polícia Civil (PCMG) suspeita de matar seu próprio filho, de 2 anos, com chutes e socos na barriga em Montes Claros, no Norte de Minas. A criança morreu no dia 20 de fevereiro após um rompimento em seu intestino.

Segundo a PCMG, logo após o óbito da vítima, foi instaurado um inquérito policial para apurar um suposto homicídio. De acordo com os levantamentos, foi constatado que o menino era submetido a frequentes agressões da mãe, em sua própria casa e em locais públicos.

Além disso, mesmo com os vizinhos dizendo que iam chamar a polícia devido ao tratamento que a criança era submetida, sua mãe não mudou seu comportamento.

“As investigações apontaram, através de perícia e depoimentos de testemunhas, que essa criança era sistematicamente agredida pela genitora, inclusive com golpes de chutes e socos na região abdominal, o que veio a causar o rompimento do intestino dessa criança”, disse o delegado Bruno Rezende, que está à frente do caso.

“A mãe da criança não cessava as agressões contra o filho, e o choro contínuo da vítima era o principal motivo para as punições. Demonstrando uma crueldade desmedida, a suspeita colocava a criança de castigo, de joelhos no quintal, durante à noite”, salientou.

A PCMG apurou ainda que, em virtude das agressões sofridas pela mulher, a criança apresentou um quadro clínico de febre, dificuldade de urinar e inchaço abdominal.

Um fato que gerou a suspeita da polícia em relação à mãe é que ela foi vista consumindo bebidas alcoólicas logo após o enterro de seu filho. Ela foi presa na última sexta-feira (10).

O inquérito deve ser concluído em até 30 dias, e a suspeita vai ficar à disposição da Justiça. Ainda de acordo com o delegado, será investigada a participação de outros familiares, por causa de uma possível omissão de socorro.

A jovem deve ser indiciada pelo crime de homicídio qualificado, e pode ser condenada de 6 a 20 anos de prisão.

FonteO Tempo

1 COMENTÁRIO

guest
1 Comentário
Mais votados
Mais recente Mais antigos
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários
Dilma José Lima
Dilma José Lima
2 meses atrás

Essa mãe deveria tomar 50 a 60 anos de prisão preventiva, pra ela sentir as mesmas dores que seu sentiu. Isso aí, não é uma mãe, é uma monstra, ela tem que ser linchada. Uma mãe que faz uma coisa dessa, ela não tem amor nem na própria vida. Se ela não queria seu próprio filho, tivesse doado pra alguém. Tantos casais quer ter filho e não consegue? Essa mãe merece é um castigo e grande.

Últimas notícias

Jovem furta telefone do próprio tio e acaba preso em João Pinheiro

Um homem de 42 anos foi vítima de um furto praticado pelo próprio sobrinho, de apenas 18 anos de...

Vírus, insetos e doenças: As cinco pragas da década de 2020

Milênios antes do nascimento de Jesus relatado pelas religiões cristãs, as dez pragas do Egito se eternizaram por meio da Bíblia. E a maldição...

Força tarefa encerra festas em chácara e haras em Patos de Minas, frequentadores responderão criminalmente

Uma das principais preocupações da força tarefa formada para fiscalizar o descumprimento das medidas de enfrentamento à Covid-19 tem sido eventos particulares com aglomerações....

Comerciante de 25 anos é preso por posse ilegal de arma de fogo em Brasilândia de Minas

A Polícia Militar de Brasilândia de Minas prendeu um jovem comerciante na última quinta-feira (02) por posse ilegal de arma de fogo após receberem...

João Pinheiro registra mais 10 casos confirmados de coronavírus nas últimas 24 horas

O boletim epidemiológico de hoje 04/07 informa que mais 10 pacientes testaram positivo para coronavírus em João Pinheiro nas últimas 24 horas. No total,...

Artigos relacionados